Mil desculpas, e deslizes...

Hello!

Mil desculpas, pessoal! Minhas férias terminaram e precisei estudar pro meu trabalho de conclusão de curso, é , estou no último ano!!!

Mas estou aí, e não vou abandonar o blog!

Vamos contar as histórias da semana, e os deslizes...

Bom boas notícias:

Receita de Madalena - parece complicado mas não é!

Você vai precisar de 2 quilos de batata cozida e amassada, espremida, como queira; 1 caixinha de creme de leite; meia lata de molho de tomate; meio quilo de carne moída de primeira (não economizem nessa, tá?);  3 colheres de sopa de manteiga; um tablete de caldo de carne; meia cebola pequena picada; azeite de oliva; queijo ralado; cheiro verde e sal.

Prepare a carne refogando a cebola em um pouquinho de azeite. Encorpore a carne e mexa até que cozinhe um pouco para acrescentar o molho de tomate, sal e  cheiro verde de acordo com sua preferência. Deixe cozinhar e desligue o fogo.

Em outra panela prepare a batata (que já está cozida e amassada): aqueça a manteiga e o caldo de carne mexendo até derreter, abaixe o fogo e acrescente a batata e o creme de leite. Incorpore esses ingredientes e desligue o fogo.

Em um refratário, algo que possa ir ao forno, coloque azeite para besuntar, isso mesmo, não é untar, é besuntar. Em seguida espalhe uma parte do purê de batatas, uma camada de carne e outra de purê. Salpique com queijo ralado e leve ao forno para gratinar.

Sirva com arroz ou sem nada mesmo e espere o sorriso de todos!

Agora, a foto! Aquela mesmo: a da touca de banho!!!

Aí está: meu troféu por ter controlado meus impulsos consumistas! Linda, fashion, mas que nunca pode ser usada na frente de maridos, namorados e rolos, ok?

Bom, agora os deslizes.

Fomos convidados para comer na casa do casal de amigos e pensei: é a salvação da lavoura, não vamos gastar comendo fora.

Ledo engano! Não comemos fora, comemos aqui em casa mesmo. É que fiquei com muita, mas muita vontade mesmo de pizza. Aí pedimos uma e acabei estrapolando de novo! Foi mais que o planejado para o fim de semana. E olha que, na noite anterior, tínhamos ido na casa do tal casal. Lindos e fofos que são, nos ofereceram um jantar bem bom...

Bom, quando já estava me recuperando, eis que chega a FATURA DO CARTÃO DE CRÉDITO!!! Meu Deus! Deixei ela descansar um dia inteirinho pra ver se uma mágica ia acontecer, mas não deu. Veio mais do que esperava...

Sentiram a deprê? Viram agora porque não postei nada... Estava de luto pela minha conta corrente...

Mas aí chegou a notícia de um emprego, mais um, que estava esperando e fiquei mais tranquila. Ainda não paguei todas as contas, mas tenho dinheiro no banco pra não ficar tão no vermelho. Se a grana do emprego novo chegar até consigo conter o temível CHEQUE ESPECIAL!

Mas até lá vou aguentando esse frio que está fazendo no Paraná e anotando os gastos, que aliás ja diminuíram. Esta semana, por exemplo fiquei dentro da meta no supermercado. Também não trouxe o caderninho diário e nem vou trazer, pra que gastar, não é?

Não sumi, ok?

Por favor, quem estiver lendo comente!!!

Postarei mais receitas assim que o fim de semana chegar e eu possa preparar algo bem bom...

Receitas de liquidificador estão no topo da lista, ok?

Abraço!



Escrito por Andriele às 23h25
[] [envie esta mensagem] []



Boas receitas, e despesas...

Hi, people!

Ontem acabei não escrevendo nada porque faltou tempo, e idéias...

Bom, passeei (que palavra estranha) um pouco com a minha mãe e, como já tinha programado um almoço bem gostoso, não saímos comer fora e não gastei! Só comprei a touca de banho! Mesmo!

Como a coitada (minha mãe) precisou fazer uma pequena cirurgia (na boca, ela foi ao dentista) acabei não dando muitas voltas e não tive tentações consumistas.

Hoje, porém, a coisa foi diferente.

Eu precisava ir até a minha dentista pra moldar a plaquinha do clareamento pois acabei de tirar o aparelho fixo e o clareamento faz pate. No caminho até lá, meu Deus!, as lojas estão trocando as vitrines e há muitas promoções de roupas de inverno! Foi extremamente difícil não querer alguma coisinha!!! Ainda mais que eu estava me sentindo motivada pelo fato de clarear os dentes e tal.

Fui perseverante e apenas sorri para as vitrines. Lembrei do que minha mãe disse ontem: "Ah, nem adianta comprar roupa agora. Já está esquentando e você tem muitas roupas de verão, não é mesmo?" Sábia mãezinha!

Depois do dentista resolvi testar uma receita bem prática e rápida. Porém precisaria ir ao supermercado. Lembram que eu já gastei a cota desta semana do supermercado??? Pois então acabei de estourar a cota do que havia reservado para o fim de semana...

Bem, deixa eu explicar: no fim de semana, geralmente, eu e meu marido saímos comer fora ou inventar algum prato na casa de um casal de amigos. Preparamos tábuas de frios, carnes assadas, pizzas, etc, tudo acompanhado de ótimos (e caros) vinhos. Pensei então, em deixar uma parte do dinheiro programado para os fins de semana. Acabei de trocar o passeio pela reunião aqui em casa com uma Madalena deliciosa!

Valeu a pena. O casal de amigos veio aqui, trouxeram um ótimo vinho e demos boas risadas.

Agora vou ter que ser bem criativa no fim de semana para não cair na tentação de sair de casa. Se bem que temos convite para jantar na casa daqueles amigos e, provavelmente, será por conta deles.

Ah, descobri que o simples fato de anotar os gastos em uma caderneta não faz com que você diminua-os. Procurem lembrar, quem já assistiu um programa que trate do assunto ou já ouviu um conselho parecido, do que falam por aí:

"Passo 1: Anote seus gastos em um caderninho."

Parece mágica. Você vai anotando e acreditando que gastará menos por conta disso. Concordam? Sempre escuto isso nos conselhos sobre planejamento financeiro. Tanto é que estou anotando tudo!! 

Vejo que eu levei isso como um mantra de auto-ajuda e me frustrei diversas vezes.

Hoje, ao escolher os ingredientes para a Madalena, descobri que não adianta só anotar. Você precisa analisar os gastos e tentar verificar o que é, de fato, mais importante.

Penso que vou tratar meu caderninho de gastos de forma diferente de hoje em diante. Vou querer saber onde e como gasto, mas também PORQUE gasto. Vou tentar fazer comparações e análises do que gastei e porque. Tenho que colocar as necessidades, gastos e compras em pirâmides hierárquicas, como  dos alimentos: construtores, destruidores, alimentadores da auto estima, etc. Vou classificá-los e lembrar da nutricionista: "dieta de 1.800 calorias e só 100 dessas 1.800 são destinadas a doces e chocolates!"

O que quero dizer é que, preciso (precisamos) selecionar o que gasto (gastamos) para manter a saúde e evitar a obesidade dos juros, das prestações, dos saldo devedor e das noites de insônia! Não basta decidir o que é mais necessário naquele momento, porque aí decidimos pelo vestido que não podemos viver sem! É preciso que reflitamos sobre os motivos, todos, que cercam a compra, desde os de necssidades primárias até os psicológicos.

Voltando a idéia do caderninho preciso completar: anotar os gastos para ver, no final do mês, o quanto se gastou e com o que. É o que dizem. Eu digo: anotar, refletir e diminuir. Querer parar de anotar num caderninho para anotar em um notebook ou celular de última geração os ganhos do seu negócio próprio ou do mercado de ações, ou até mesmo da viagem que você programou e conseguiu fazer!

Vai ser assim, meio como em grupos de ajuda a dependentes: Um dia de cada vez! E mais: largar o próximo para atingir o distante. Um distante que nem precisa ser tanto se houver a persistência e o acreditar em si mesma!

Paz e perseverança a todos!

PS: Agradeço pelos comentários. Muito obrigada! Amanhã posto a foto da touca e a receita da Madalena! Prometo!

 

 



Escrito por Andriele às 00h32
[] [envie esta mensagem] []



98 centavos e a touca de banho

 

Hello, everybody!

Até pensei em não postar hoje.

Pois é, tive, já no 3º dia, meu primeiro tropeço. Ainda bem que foram só 98 centavos...

Com meu marido em casa não dava pra ser macarrão instantâneo no almoço. Pois bem, eis que lá vou para o supermercado, depois de me alimentar bem - não devemos ir com fome ao mercado, ok? - com minha lista da semana(!), minha calculadora financeira e minha força de vontade.

Como, modéstia a parte, cozinho muito bem, preparei um cardápio semanal e fui atrás dos ingredientes selecionados. Precisavam ver meu carrinho: super organizado, só com coisas saudáveis e em pouca quantidade. Costumo jogar muita comida fora que estragaram na geladeira...

Tentei pesar os vegetais mais não achei balança. Eis a primeira desvantagem que vejo desde que resolveram "modernizar" e colocar a balança no caixa...

E, é claro, errei na conta! Estrapolei 98 centavos do meu combinado para a semana! Não fiquei triste nem chateda porque sei que estou no começo e, sendo bastante sincera,  98 centavos é um progresso diante das minhas tentativas anteriores.

Fiquei mesmo é com receio em escrever sobre isso. Pensei: todo mundo vai ver que já falhei. "Como é que vai sobreviver a semana inteira se já usou todo a cota e ainda estrapolou?"

Mas mantive a calma e, usando as palavras de meus professores que todo ano ensinam as funções do administrador: planejar, organizar, dirigir e controlar (espero estar certa), vi que eu planejei a semana toda, as compras e o cardápio, e vou conseguir organizar e controlar tudo! Se houver contingências, vou usar a criatividade e me manter segura dentro do combinado.

Já estava mais tranquila quando... o telefone tocou. Era minha mãe. Ela lembrou que vou com ela ao dentista amanhã e passaremos o dia todo juntas. Ela vem almoçar aqui em casa e depois podemos sair passear.

Respirei fundo e pensei: "O que há de mais tentador que sair passear com minha mãe pelo centro da cidade?"

Lembram do não ir ao supermercado com fome? Então, há oura regrinha de ouro: perguntar a si mesmo a real necessidade de ter certo produto. Assim, ó: Eu, euzinha, preciso mesmo disto?

Fiquei aliviada porque descobri que neste momento eu só preciso de uma touca de banho, sabem, aquelas de plástico, bem baratinhas... Ufa, graças a Deus!

Ah, a propósito, nunca deixei meu marido, ou outra pessoa, me ver de touca de banho. Acho inprescíndivel manter o clima de romance e sedução, e touca de banho definitivamente não dá! Acaba com o clima de uma maneira!

Mas voltando, fiquei muito satisfeita e prometo até postar a foto da bendita pra que todos acreditem. Vou sair e  meu único consumo será ela, a touca de banho.

Como já vou ter que abdicar dos 98 centavos da porção destinada a gastos pessoais, que aliás diminuiu consideravelmente, drasticamente, a touca de banho vai custar esse pouco a mais.

Mas não tem problema, o problema maior era ver se eu escreveria sobre o meu deslize ou não. Afinal, como saberiam?

Bem, fiz um compromisso comigo e esse é maior. Estarei vigilante para que consiga realizar todos os commitments aos quais me propus! E posso assegurar que estou radiante em saber que minha única vontade de consumo é uma  touca de banho!!!

PS: Minha touca de banho rasgou e como meu cabelo não pode ser lavado todos os dias preciso de uma touca de banho.

Commitment # 4

  • Postar sucessos e fracassos dentro do plano financeiro.

 

 



Escrito por Andriele às 22h38
[] [envie esta mensagem] []



1º dia! É domingo...

Hi!

Para um segundo dia de controle de gastos esse domingo está perfeito! Estou só em casa e não tive vontade de sair pra comprar nada... Como meu marido está viajando almocei qualquer coisa e não vou querer sair. Isso é ótimo, assim não terei intenção alguma de gastar...

Ontem, depois do 1º post no blog, criei uma tabela de gastos mensais e detalhei tudo o que devo. Fiquei bastante preocupada, até bem depressiva, não consegui estudar, nem ler ou me concentrar em algo útil. Tive até pesadelos... E olha que nunca perdi o sono por nada...

Hoje ouvi na TV uma palestra sobre como nós não somos ensinados a dizer não. Principalmente as meninas... Como muitos dizem, ainda, e pensam realmente, as meninas têm de ser educadas, delicadas e gentis. Desse modo como dizer nãos??? Fomos -sem generalizações, pessoal!- habituadas a dizer sim, a concordar até para evitar conflitos. Foi o meu caso. Sempre tive problemas com essa palavrinha. Não gosto de falar nem de ouvir...

Pois então, o palestrante falava sobre a dificuldade de falar não e os maus hábitos e escolhas erradas que cultivamos e fazemos, sobre o quanto podemos nos tornar dependentes de certas amarras pelo simples fato de dizermos sim ou nos calarmos diante das coisas e dos acontecimentos. Ele usou de exemplos pesados, como os relacionamentos forçados entre homem e mulher, sobre a perda da virgindade, sobre o uso de drogas e sobre piercings e tatuagens. Apesar do cunho altamente moralista e religioso, a palestra me chamou a atenção porque me trouxe a idéia de que qualquer compulsão, pequena, média ou grande, nasceu da idéia calcada em não saber dizer não às influências dos "amigos", do namorado, da turma, da TV, da mídia em geral, do que os outros pensam, etc.

O meu caso é o típico não saber dizer não aos padrões que me dizem como vestir, o que comer, como não perder seu marido, como ter uma vida mais confortável, como ter acesso a coisas que todo mundo tem...

Penso agora, e espero me manter firme nesse pensamento, que o que é mais confortável, o que me deixa mais bonita, o que me faz ter acesso, muitas vezes não me satisfaz. Talvez por um momento sim, mas o que acontece na maioria das vezes é a satisfação do outro. Exemplos: ser aceita no grupo, contar o que tenho e o que vou comprar para não estar atrás de ninguém. Ou seja, há sempre a influência do outro, e como não sei dizer não acabo consumindo e consumindo.

Acredito que todo radicalismo é burro. Não posso usar a bandeira do não o tempo todo. Aliás, preciso aprender a dizer sim para muitas coisas, para todos os meus comprometimentos, por exemplo. Mas por enquanto vou pensar mais no não. Vou usá-lo como defesa a semana toda quando me deparar com as situações que me afastarão dos objetivos maiores que tenho e que ainda não alcancei.

E será um conjunto de nãos tão verdadeiros que ficarei surpresa, deixarei todos surpresos, porque como não tenho dito muitos nãos, sei que todos pensam que logo sucumbirei às tentações, é só o domingo confortável acabar.

Pois verão! Meus nãos estão loucos para sair, para deflagrarem-se grandes e poderosos!!!

Commitment # 3

  • Dizer não a todos os apelos consumistas, sejam eles financeiros ou masoquistas! (Não gosto de rimas, mas essa não vou mudar, ok?)


Escrito por Andriele às 14h42
[] [envie esta mensagem] []



Introduce

Hi!

Bom, apesar de um certo nervosismo, vou começar!

Meu nome é Andriele, sou casada, trabalho como professora, vivo em uma cidade do interior do Paraná, estudo administração e quero ser chef de cozinha.

A idéia de fazer um blog surgiu quando, fazendo compras no supermercado para fazer algo muito gostoso para o almoço, pensei em comprar um caderno bonitinho, desses com capas ilustradas, bem coisa de professora de ensino fundamental, para anotar meus compromissos, desejos e outras "cozitas" mais.

Sabem, penso em muita coisa, desde o que fazer para ganhar mais dineiro até qual molho combina mais peixes e aves.

Então, eis que surge na minha frente a sessão de artigos para aniversário, lá no supermercado, lembram? E me dei conta que mês que vem completo áureos 29 anos, e consequentemente, 30 no próximo ano.

Como posso então, comprar um DIÁRIO??!! Uma mulher na minha idade? Ja deveria ter escrito um livro, sou formada em Letras, poxa vida!!

Mas, não! Eu queria um diário pra esconder e protelar uma verdade, senão incovenietne como saliente, uma realidade cruel de que ainda não havia conquistado meu espaço e, apesar de sonhos e planos, nada realizado.

Não pensem que sou um fracasso completo, ainda tenho auto-estima, sou até bem bonita! Tenho um excelente casamento, um corpo em forma e uma saúde de ferro.

O problema é estar buscando realização profissional e acadêmica sem cessar. Talvez esteja fazendo de forma errada...

Para finalizar: Não vou comprar um diário! Vou escrever no Blog Andriele Commitment tudo o que quero fazer antes de completar trinta anos! Me darei um único, último ano para colocar todos os meus "macacos do sótão" em ordem e realizar something BIG!

Vou começar pelo planejamento financeiro...

Talvez ninguém leia o blog, mas se alguém ler, por favor deixem comentários. Se ninguém ler, não tem problema, só não vou voltar atrás e comprar um diário! (Acho que devia trocar o nome do blog...)

Ah, pretendo postar outras coisas além dos meus Commitments. Coisas legais e interessantes.

Quando eu estiver sendo muito individualista chamem minha atenção, please!

Commitment #1

  • Anotar todos os gastos dessa semana e das próximas.

Commitment #2

  • Estipular gastos semanais.

Paz a todos! Entusiasmo e perseverança!



Escrito por Andriele às 11h24
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Meu perfil
BRASIL, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Livros, Gastronomia


Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis